domingo, 15 de dezembro de 2019

E o tempo, como vai na sua cabeça?




Oi, meus lindos!

Estava me perguntando sobre o que escrever. Hoje é uma segunda-feira, sim a tão temida por todos ( só irei postar no domingo, tá ;)). Mas para mim hoje é diferente pelo simples fato de amanhã eu estar de férias. 
Calma! Já eu chego. 
Isso me fez refletir. Dizem que vivemos esperando o tão maravilhoso e sonhado fim de semana ou as nossas férias. 

O  pior é que muitas vezes isso é real. 

Acredito que a verdade seja ainda mais cruel. Vivemos esperando o futuro, ou ainda remoendo os erros do passado.

Se você já consegue viver e está focado no presente. Parabéns!
Eu ainda estou tentando aprender. Sim! Infelizmente.

Porque acredito que o essencial não é está no hoje e sim viver o hoje.
Ficamos muitas vezes focados no que almejamos, no que sonhamos, no que queremos alcançar e ainda não tocamos com nossas belas mãozinhas.
Confesso que eu estou nessa e acredito que estou errada! Mas não totalmente. Agora estou bipolar! rsrsrs


Bem, acredito que precisamos sonhar. Afinal a realidade que se apresenta hoje a nós um dia foi sonhada.

Mas confesso que eu queria está um pouco mais no presente.
Sei que só pensar não faz os desejos se materializem. Temos que tentar e tentar e tentar até conseguir realmente esta vivendo no agora.





É uma linha  tênue. Temos que ter a dose certo de tudo: passado, presente e futuro.

Não adianta ficar remoendo o que passou, atormentado com os nossos fantasmas nem mesmo pensando e se tivesse sido diferente...

Como também não adianta ficar focado no futuro, em metas, em objetivos, em tudo que um dia ocorrerá ... porque poderá vir ou não. O futuro é tão incerto.

O passado é um abismo que não podemos voltar e o futuro é um horizonte que não podemos tocar.


Porém, estamos no presente. E como o nome diz, isso já é bem clichê, é um presente. Mas sendo clichê ou não, o presente é realmente um presente para ser vivido. Dele  depende nosso futuro, mas também a paz do corpo, da alma e da mente do dia a dia.
Viver no presente é fundamental para viver!
Não está entendendo o que quero dizer? Para entender, você precisaria  ter uma boa dose de ansiedade e viver focado no futuro. Sim! Se não entende e já vivi e aprecia o presente... meus parabéns!

Mas...
Há momentos na vida que estamos tão acelerados com o corre corre do dia após dia que precisamos desacelerar. Vivemos buscando algo e muitas vezes deixamos de viver o que está aqui ao nosso lado. Deixamos de apreciar as belas paisagens e as boas companhias. E a vida vai passando. Estamos tão centrados no que queremos que o simples, mas não menos belo, vai passando. E quando nos damos conta o tempo levou muita coisa boa, que deveria ter sido mais apreciada se não tivéssemos focados no futuro ou em outras coisas menos importantes.

O que sei é que precisamos do fim de semana, precisamos de nossas férias, precisamos de um tempo nosso... e precisamos do corre corre do dia a dia para podermos apreciar e refletir sobre o que realmente importa.

Precisamos...
De Paz e Luz! Para podermos recarregar as energias e começarmos novamente. 
Talvez seja um desabafo, ou simplesmente um olhar mais apurado para decidir parar, refletir e ver que caminho seguir.


Eu decidi parar e observar o presente, sem perder o foco no futuro. Deixando o passado no lugar dele... de aprendizado ou de boas lembranças.

Cabe a você decidir, refletir também ou simplesmente seguir e aguardar o que o presente que hoje você semeia trará de frutos no teu futuro.

Tem um texto do William Shakespeare que gostava de ler todo início de ano. Vou colocar aqui para vocês, só porque eu gosto mesmo e compartilho com vocês. Leia e reflita.

Manual de sobrevivência

“Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e nem promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... e aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que leva-se um certo tempo para construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distancias.E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem da vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, perceber que o seu melhor amigo e você podem fazer coisas ou nada e terem bons momentos juntos.Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa...Por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a ultima vez que as vejamos.Aprende que as circunstancias e os ambientes têm influência sobre nós, mas só nós somos responsáveis por nós mesmos.Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.Aprende que não importa aonde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe onde esta indo, qualquer lugar serve.Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação sempre existem dois lados.Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita pratica.Descobre que algumas vezes, a pessoa que você espera que chute quando você cai, é uma das pessoas que o ajudam a levantar-se.Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que a mais de seus pais em você do que você supunha.Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia que ela acreditasse nisso.Aprende que quando esta com raiva têm o direito de estar com raiva, mais isso não te dá o direito de ser cruel.Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam mais simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isto.Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.Aprende que com a mesma severidade com que julga você será em algum momento condenado.Aprende que não importa em quantos pedaços o seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.Portanto, plante ser jardim e decore sua alma, ao invés de esperara que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... Que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe... Depois de pensar que não se pode mais.E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!”


Se desejar me deixe alguma mensagem, concordando ou discordando. Pode ser que amanhã até eu mesma discorde do que eu disse. 
Afinal, "só o rio não recua, mas morre afogado no mar".

Abraços literários e muitos beijinhos!
Alice Raposo



Ps. Imagens do site Pixabay.





Nenhum comentário:

Postar um comentário